segunda-feira, 21 de junho de 2010

Sobre Lavanda, perfumes e aromas...


Uma coisa me deixa triste nesta vida... a impossibilidade de guardarmos os "cheirinhos" da vida...
Sinto falta do cheiro da casa da minha avó, quando ela preparava qualquer coisa na cozinha e usava seus tempeiros caseiros e perfumava todo o ambiente com um chamado acolhedor para o almoço, sinto falta do cheiro de café com bolo da casa da minha mãe, do cheiro de suspiro de forno nos dias de chuva, sinto muita, muito falta, do cheiro da pele e do cabelinho de bebê dos meus meninos...
Cheiros e aromas que não voltam mais, que se fosse possível mantinha num frasquinho e usava a conta gotas sempre que me desse saudade ou que precisasse de aconchego e paz...
Cheiro de mato, de chuva, de grama cortada, de flor, de jasmin, de rosas, de jardim... as vezes um vento me traz essas doces sensações e ai respiro fundo e curto cada segundo...
Cheiro é assim não? uma percepção tão sutil que nos traz sensações tão boas... Em momentos em que estou mais conectada com meu lado espiritual eu não vejo os guias e anjos que me cercam mas sinto o perfume deles... um perfume doce... um aroma de paz!
Aí vem a Lavanda... que de uma certa forma me traz tudo isso... a Lavanda sempre esteve presente na minha vida, desde a infância... minhas avós adoravam os sabonetes de Lavanda e Alfazema e colocavam junto as fronhas dos travesseiros para ficarem cheirosos... sábias avós... que sem querer me introduziram no mundo dos aromas...
e com o tempo vou descobrindo o quanto essa plantinha é importante, mágica cheia de poderes...
ela traz paz e ânimo, ela protege e limpa... e é tão linda... roxinha, delicadinha e tão forte!
Bom, eu chorei ao ver o primeiro campo de lavanda em flor... e olha que nem estava tão em flor assim... A melhor época para ver os campos de Lavanda em flor na Provence é final de junho e inicio de julho... eu corri atrás das plantações e encontrei algumas... mas é tão emocionante estar cercada por pés de lavanda e o vento soprar aquele ar quente de primavera completamente perfumado e fresco e sentir o aroma da Lavanda de uma forma interminável tomar conta do lugar... eu não queria mais ir embora! Queria ficar sentada ali horas... queria morar ali... pra sempre!
No caminho para Manosque, onde fica a fábrica da L'occitane (vale muito a visita e as compras!) já fui encontrando as primeiras plantações... Lá fiz minhas primeiras fotos... e estava tão emocionada e fotografando tanto que um francês local se aproximou e se ofereceu para fotografar e ensaiou uma conversa cheia de paciência com meu francês quase infantil... Contou que se eu quisesse ver lavandas devia ir a Valensole que ficava perto dali e me perguntou porque eu gostava tnto daquilo... bom, não sei se consegui me fazer entender mas ele foi um querido e me mandou para um dos lugares mais bonitos da viagem... em Sault, outro ponto fantástico para ver as Lavandas em flor não tive sorte pois ainda estavam em botão (acho que pelo fato da região ser mais alta), mas também muito perfumadas...
Voltei com a mochila e malas cheirando a Lavanda e trouxe comigo o prazer da sensação de estar cercada pela Lavanda e sentir o seu aroma mais puro... FANTÁSTICO! Pretendo voltar lá mais vezes, muito mais vezes...
Para quem se interessar, a pessoa mais indicada para atendimentos e acompanhamentos ao uso da Aromaterapia aqui em Blumenau e região é a Cláudia Obenaus, pessoa fantástica, mulher maravilhosa cheia de luz e vida que me ensinou muito sobre a Lavanda e me estimulou ainda mais na minha busca ao encontro da Lavanda e da Provence.

campos de Lavanda em Valensole...

Canteirinhos de Lavanda e Alecrim em Apt


A cara de feliz no primeiro encontro em Manosque...

e no Musée de la Lavande em Coustellet na região do Luberon... maravilhoso!

Um comentário:

Claudiaroma disse...

rochoManuela querida!
Que fotos lindas e a tua expressão então, mais linda ainda...consegui entender perfeitamente o teu sentimento, é indescritível tudo isso lá, não é mesmo? bjs ...

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails