quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Sobre Logoterapia...

Tenho lido sobre isso e me encantado com essa teoria que eu desconhecia...
Em conversas com uma grande amiga, questionávamos "o sentido da vida", a forma como vivemos e nossas escolhas... Hoje me deparei com este texto que vale muito a reflexão... Logo posto mais sobre este assunto...
“Até que ponto sou livre?”
pergunta o homem ao seu Criador.
“Não posso despojar-me do meu corpo, não posso renegar minhas origens, não posso fugir do meu ambiente, não posso escapar do meu tempo.”
“Tu não és livre de tuas condições, responde Ele, porém, tu és livre para te posicionares diante de teus condicionamentos. E isto é muito além do que jamais concedi.”
“Quando giro em torno de mim mesmo, percorro um caminho infinito, que não leva a lugar algum.
Porém, ao distanciar-me de mim mesmo, percebo o caminho para a pessoa que gostaria de ser.”
“Há uma responsabilidade diante de meus atos: sou responsável pelo que faço, digo, decido...
Mas há também uma responsabilidade pela maneira como os faço: sou responsável pelo modo
como vivo, amo e sofro...”
“O corpo não pode ser construído, mas o mal-estar físico pode ser mitigado. A alma não pode ser consertada, mas o distúrbio psíquico pode ser curado. O espírito não pode ser produzido, mas a dimensão espiritual pode ser despertada.”
“O que é genuíno não pode ser desmoralizado, o que não é mascarado não pode ser desmascarado,
o que tem sentido não pode ser questionado.”
“Um corpo estranho penetra na concha, ferindo-a. A areia áspera machuca sua carne. A concha sofre.
A concha tenta expelir o intruso e fracassa. O grão de areia fixou-se. A dor não pode ser eliminada.
Então o animal, a partir do âmago da sua natureza, busca a força para transformar o sofrimento em triunfo.
Do sofrimento e da aflição, da seiva de suas lágrimas, surge, em longos processos de crescimento interior,
a pérola.”

Textos retirados do livro “Tudo tem seu sentido” Coleção Logoterapia - Elisabeth S. Lukas
“Encontrei o significado da minha vida, ajudando os outros a encontrarem o sentido de suas vidas.”
(Viktor Emil Frankl)

Não é lindo isso? Eu não me canso de ler sobre o assunto...
Reflexões Necessárias...

Um comentário:

Claudiaroma disse...

Minha querida! adorei o texto e tenho uma indicação de livro que acho que vais amar: "Em busca de sentido" de Viktor E. Frankl, professor de neurologia e psiquiatria da Universidade de Viena e fundador da Logoterapia. Este livro foi meu primeiro contato com esta maravilhosa ciência...bjs no teu coração Cláudia

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails